-->

segunda-feira, 23 de março de 2020

Uso indiscriminado de Cloroquina pode causar lesões irreversíveis à visão

author photo
Imagem Ilustrativa

Recentemente surgiu em toda a mídia que o uso de Cloroquina poderia ser eficaz não só no combate, mas até na prevenção do novo Coronavírus, o Covid-19. Contudo, é um remédio que tem efeitos colaterais, e um deles se refere às lesões ora irreversíveis na mácula ocular. Portanto, o uso indiscriminado do mesmo pode evoluir para problemas sérios da visão. Entenda:

Medicamento em análise clínica

A Cloroquina e a Hidroxicloroquina são medicamentos que estão sendo estudados por alguns países, como a China, França, Estados Unidos, no combate ao Coronavírus. Entretanto, não há nenhuma comprovação científica para o combate efetivo em relação à doença.

Como funcionam no organismo

São como um antiviral e anti-inflamatório que irão dificultar a penetração do Covid-19 na célula. Sua atuação foi confirmada In Vitro, mas em humanos não existe ainda um número de casos confiáveis. “É preciso examinar a quantidade necessária para verificar se os efeitos colaterais se sobressaem aos do Coronavírus.” Explica o Oftalmologista Daniel Kamlot.
Em relação aos efeitos colaterais, dentre alguns, está a implicação com a visão. Pode acontecer uma lesão na mácula, que seria a área nobre da visão, que fica no segmento posterior da retina. Uma quantidade grande, continuamente sendo utilizada, principalmente em pacientes que tenham uma predisposição, pode causar lesões irreversíveis. “Causa uma alteração da área central da visão, ocorrendo assim o que chamamos de toxicidade, oriunda tanto da Cloroquina ou Hidroxicloroquina, medicamentos esses que ainda estão sendo estudados.” Complementa o Oftalmologista.

Perigo

O medicamento, após sua disseminação nas mídias, vem sendo tirado de pacientes que o utilizam para tratamento de lúpus, artrite reumatoide, e que não estão conseguindo comprar. Sendo estocados e não utilizados por outras pessoas, tais pacientes sentem dores e é muito perigoso.
Além disso, sua dosagem alta por um período prolongado, por exemplo, em pacientes que têm predisposição tanto para o problema cardíaco quanto ocular, pode acarretar em complicações irreversíveis. “Além de a pessoa colocar a própria saúde em risco, ela coloca a de pessoas com patologias crônicas e que utilizam desses medicamentos sob a prescrição médica, mas que deixam de usar pela falta nas farmácias.” Alerta o Dr. Daniel. Ou seja, é de extrema importância levar em consideração que o problema pelo uso indevido de qualquer medicamento pode afetar qualquer parte do corpo de uma pessoa.

Cuidados essenciais

Além de tomar remédios somente sob a prescrição médica, vale salientar para a higienização das mãos. Deve-se evitar ainda coçar os olhos, pois isso acarreta não só na transmissão do Covid-19, mas em inflamações oculares e conjuntivites.
“Os médicos e cientistas estão na busca pelo tratamento mais indicado, tudo direcionado em relação ao doente, à fase da doença.” Finaliza o Dr. Daniel Kamlot.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Proxima Proxima
Anterior Anterior