segunda-feira, 23 de março de 2020

Pandemia: Complicações do Coronavírus em pessoas com doenças genéticas

author photo
Imagem Ilustrativas

Os casos de Coronavírus aumentam a cada dia ao redor do planeta. No Brasil, já passa de mil infectados. A transmissão já é considerada uma pandemia em todo o mundo.
A atenção dos profissionais de saúde se estende para toda a população, entretanto, abre-se um parêntese aos grupos de riscos, dentre eles o de pessoas que possuem alguma patologia genética.
A doença genética é aquela em que há um distúrbio, dano ou erro material dos genes, oriundo de fatores comuns que nos assolam ao longo da vida (estresse, má alimentação, infecções e etc.) ou que têm origem no nascimento da pessoa. Mas, quais seriam essas patologias?

O Coração e o Sistema Respiratório

As doenças genéticas que deixariam uma pessoa ainda mais vulnerável às infecções decorrentes do Coronavírus são as patologias cardíacas ou aquelas do sistema respiratório, ambas de nascença.
O geneticista Dr. Caio Bruzaca explica: “Essa pessoa já convive com a enfermidade desde o seu nascimento, possui limitações pela malformação congênita.” Ou seja, por não ter tal conhecimento da patologia, nem imagina que faça parte do grupo de risco.
Sendo assim, a infecção pelo Coronavírus receberá menos defesa do organismo, com maior propensão a ter complicações e até risco de morte. “Em ambos os casos existe o maior risco de acontecer o caso grave do Coronavírus.” Orienta ainda o geneticista.
Um exemplo é a Síndrome Respiratória Aguda Grave em que há uma pneumonia severa, com a necessidade de terapia intensiva. Essa é a forma grave da infecção por Coronavírus.

Como se proteger

A recomendação para se resguardar da infecção é, de modo geral, o mínimo de deslocamento possível nas ruas, comércios e etc., além de todo o cuidado com aqueles que lhe acompanham, como familiares, cuidadores, para que a pessoa não tenha contato com o vírus. Além disso, os cuidados com a higienização são imprescindíveis.

E para aqueles que necessitam de um tratamento devido ao problema genético?

“Para quem faz algum tipo de tratamento, a pessoa deve seguir as recomendações médicas, já que existem algumas condições como, por exemplo, tratamentos preventivos que podem ser feitos em outra ocasião. Apenas tratamentos impossíveis de adiar é que devem ser realizados.” Finaliza o geneticista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Proxima Proxima
Anterior Anterior