-->

quarta-feira, 25 de março de 2020

Coronavírus: Portadores de doenças vasculares fazem parte do grupo de risco?

author photo
Imagem Ilustrativa

O Coronavírus tem assolado os quatros cantos do mundo. E diante da pandemia, a presença de enfermidades pré-existentes em pessoas que contraíram o vírus tem sido associadas aos quadros mais graves da doença.
Patologias crônicas como diabetes, hipertensão arterial e insuficiência cardíaca em idosos, além de doenças respiratórias como bronquite, asma e enfisema, apontam para maior mortalidade pelo Covid-19. A avaliação, de acordo com a OMS, é em cima dos dados da doença na China. Mas, o que acontece em relação às doenças vasculares arteriais, como as ocorridas no nosso cérebro?

Fatores de risco

As principais doenças que acometem as artérias tem a aterosclerose como causa. Dentre elas, o destaque fica para a doença arterial obstrutiva periférica (DAOP). “Sua incidência ocasiona a obstrução progressiva das artérias dos membros inferiores, podendo causar dores ao caminhar, úlceras, necroses e inclusive amputações.” Explica a cirurgiã vascular Dra. Anna Karina.
A incidência da doença arterial obstrutiva periférica aumenta com a idade. Estão associadas a ela o tabagismo, a hipertensão arterial, o diabetes e a aterosclerose. Portanto, algumas prevenções como parar de fumar, diminuir a quantidade de sal na comida, deixar o álcool de lado, dentre outras, são de grande importância no combate das incidências mais graves.

Sobre as artérias que irrigam o cérebro

Os mesmos fatores de risco da DAOP (doença arterial obstrutiva periférica) valem para a doença cerebrovascular, em que ocorre a obstrução das artérias que irrigam o cérebro, como por exemplo as artérias carótidas.
“Pacientes com doenças vasculares geralmente apresentam idade mais avançada e comorbidades associadas, ou seja, é comum a presença de duas doenças agregadas no mesmo indivíduo como, por exemplo, o diabetes e a hipertensão.” Alerta a cirurgiã vascular. “Por esses motivos, pacientes com doenças cardiovasculares também se encontram no grupo de maior risco de morte após contrair o Covid-19.” Acrescenta.
Estima-se que a mortalidade na população geral pelo Covid-19 é de cerca de 3%. Contudo, em portadores com doenças cardiovasculares a porcentagem pode chegar a cerca de 10%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Proxima Proxima
Anterior Anterior