domingo, 1 de setembro de 2019

Terapia de reposição hormonal, médico explica indicação e prescrição adequada de hormônios

author photo

Imagem ilustrativa
Os hormônios são substâncias químicas produzidas pelas glândulas endócrinas e exercem funções importantes no nosso organismo. Contudo, a partir dos 25 anos começam a diminuir gradualmente. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), 20% a 30% dos homens com mais de 40 anos sofrem com a redução hormonal e seus efeitos. O declínio hormonal também começa na maioria das mulheres a partir dos 40 anos.



O Dr. Leonardo Paiva, médico pós graduado em nutrologia falou sobre as consequências da baixa hormonal para a saúde:



‘No começo causam desânimo, cansaço, fadiga, falta de libido, compulsão por doces, mudança corporal como aumento do acúmulo de gordura (obesidade), e mais à frente pode levar a osteoporose, demência, diminuição de mobilidade, risco de quedas, perda de memória, depressão e doenças cardiovasculares.’



Porém de acordo com o Dr. Leonardo, a idade não é a única causa da baixa hormonal, outros fatores do dia a dia também podem influenciar na queda dos hormônios.



‘Além da idade, existem outras condições como estresse, obesidade, os xenoestrógenos como os agrotóxicos, plásticos e a mudança no ciclo circadiano (pessoas que dormem de dia e trabalham a noite, ou mesmo que dormem muito pouco) também influenciam na baixa hormonal.’



A terapia de reposição hormonal é uma alternativa para melhorar a saúde e qualidade de vida de homens e mulheres durante o processo de baixa hormonal ou no período conhecido como andropausa no homem e menopausa na mulher. O médico explicou como funciona o tratamento:



‘A reposição hormonal é o tratamento com hormônios bioidênticos que são substâncias hormonais que possuem exatamente a mesma estrutura química e molecular encontrada nos hormônios produzidos pelo corpo humano e apresentam a sua mesma função. O tratamento é feito com os níveis fisiológicos necessários. A terapia tem indicação para todas as pessoas que já se encontram com déficit hormonal e que apresentam sintomas que diminuam a sua qualidade de vida ou que até mesmo já lhe causou alguma doença.’



Sobre os benefícios da reposição hormonal, Dr. Leonardo Paiva destacou:



‘Redução do risco cardiovascular, redução da osteoporose nas mulheres, melhora da mobilidade e da massa magra (protegendo contra fraturas), melhora do humor e do bem estar, independência para as tarefas da vida diária e vida sexual ativa’.



Mais atenção, uso de hormônios só deve ser feito com indicação correta, com devido acompanhamento médico.  O uso indiscriminado sem prescrição adequada das dosagens ideais que se aplicam individualmente, pode ser perigoso.



‘Existem riscos quando há introdução de hormônios em níveis inapropriados, porém estamos falando de automedicação, quando a terapia de reposição hormonal é prescrita e acompanhada pelo médico, é benéfica e segura.’ Concluiu Paiva. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Proxima Proxima
Anterior Anterior