segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Brasil é o país mais ansioso do mundo, somente no Distrito Federal são atendidos 17 mil pacientes com o transtorno por mês

author photo
Imagem ilustrativa
O povo brasileiro é o mais ansioso do mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde. O país tem 18,6 milhões de pessoas (9,3% da população) sofrendo do transtorno. No Distrito Federal, são feitos mais de 17 mil atendimentos por mês nos nove Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). Porém o número de casos pode ser maior, considerando que ainda existe preconceito da população em relação aos tratamentos de saúde mental e alguns pacientes deixam de procurar o serviço de saúde.


A ansiedade atrapalha a vida do paciente e das pessoas ao seu redor, afetando relacionamentos, vida social e profissional, além de ser considerada uma porta de entrada para outras patologias. O Dr. Luan Diego Marques, médico psiquiatra em Brasília, explicou as causas, diagnóstico, tratamentos e se é possível prevenir a doença.


Causas:


Pode haver uma variedade de fatores que contribuem para o aparecimento de um transtorno de ansiedade, dentre eles os fatores genéticos, físicos e ambientais. A genética influencia no temperamento de uma pessoa, o que afeta o modo como esta lida com o estresse. Além do mais, quando os neurotransmissores não estão adequadamente balanceados, eles não são capazes de enviar corretamente mensagens por todo o cérebro, causando um prejuízo na regulação emocional do paciente.  Por último, quando as pessoas vivem ou trabalham em ambientes dominados por altos níveis de estresse, elas são mais propensas a sofrer de ansiedade como resultado de seu ambiente negativo.


Sintomas:


Se houver sintomas como dor ou aperto no peito, medo, falta de ar, aumento do suor, tremores,  alteração no sono, tensão muscular e inquietação constante, deve-se procurar um médico para descartar doenças médicas que possam está causando os sintomas, se forem excluídas causas orgânicas deve-se proceder para avaliação com psiquiatra ou psicólogo.


Tratamentos:


Psicoterapia e mudanças no estilo de vida podem ser eficazes para boa parte dos casos de ansiedade. Todavia, eventualmente é necessário o uso de medicamentos em conjunto com a psicoterapia. Existem vários tipos de remédios seguros que podem auxiliar no tratamento do transtorno de ansiedade. Os remédios podem ajudar a controlar sintomas, consequentemente restaurando um a qualidade de vida e auxiliando no processo psicoterapêutico.


Prevenção:


Existem várias formas de prevenir a ansiedade, a começar por um estilo de vida com menos estresse. A prática de exercícios físicos contribui de forma importante para a prevenção de sintomas ansiosos, bem como uma rotina de sono e alimentação equilibrada. Deve-se também evitar o uso de substâncias como cigarros, álcool e outras drogas, pois estas possuem um papel direto na origem da ansiedade.


Ainda segundo o Dr. Luan, pacientes que realizam o tratamento adequado pode apresentar cura do transtorno de ansiedade generalizada entre 80 e 90%, transformando a ansiedade patológica em ansiedade normal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Proxima Proxima
Anterior Anterior