terça-feira, 10 de julho de 2018

Escoliose: sintomas, causas, diagnóstico e tratamentos

author photo
Imagem ilustrativa
A escoliose é um desvio lateral com um componente rotacional em alguma parte da coluna vertebral, quando observamos um indivíduo (pessoa) de frente ou de costas na posição em pé ou sentada. A coluna vertebral normal, sem escoliose, tem que estar totalmente alinhada e reta no plano frontal. Quando existe algum desvio lateral dizemos então que se trata de escoliose.

prevalência de escoliose é estimada de 2 a 4% da população brasileira, sendo a maioria dos casos de pequena magnitude, em torno de 0,2% de curvas graves.

Sintomas

Existem alguns sinais indiretos na postura e no corpo que nos fazem suspeitar de escoliose. Os principais sinais são:
  • inclinação lateral do tronco para algum lado, com isso a cabeça fica um pouco lateralizada em relação ao tronco;

  • Desnivelamento dos ombros, sendo que um fica mais elevado que o outro

  • Cintura abdominal assimétrica, neste caso o espaço entre os braços e o tronco, de um lado fica diferente do outro lado;

  • Outro sinal muito importante é o abaulamento ou proeminência de uma escapula em relação a outra, isso é o que chamamos de gibosidade da escoliose, é facilmente visualizada quando observamos as costas do paciente com o tronco fletido para frente.
Causas

Existem dezenas de fatores quem podem levar a uma escoliose: problemas posturais, escoliose congênitadoenças metabólicas, traumatismos vertebrais, tumores, infecçõesdoenças neuromusculares como paralisia cerebral, mielomeningocele e amiotrofia espinhal, entre outras. Porém, a causa mais comum representando mais de 80% dos casos são as escolioses idiopáticas infantil, juvenil e do adolescente que ocorre no período de desenvolvimento, desde o nascimento até o final do crescimento ósseo, que tem um componente genético significativo.

Diagnóstico

Quando houver a suspeita de escoliose é fundamental uma avaliação com o médico ortopedista especialista em coluna para o exameclínico e a realização dos exames com radiografias da coluna total de frente e de lado. É possível através das radiografias fazer amensuração em graus da magnitude das curvas e também da rotação vertebral. A partir do exame clínico e dos exames de imagem, o médico especialista fará o diagnostico da escoliose e com conhecimento da sua causa, então indicará um dos tipos de tratamentos.

Tratamentos

O tratamento se divide em 3 tipos: tratamento conservador, tratamento com órteses ou coletes e o tratamento cirúrgico. Existem fatoresespecíficos e individualizados que indicam qual destes tratamentos deve ser instituído, independente da vontade do paciente e do médico, para que se obtenha o melhor resultado. Basicamente depende dos seguintes fatores: causa da escoliose, tipo de curvatura, flexibilidade, localização do desvio (se na coluna cervical, torácica ou lombar) dprogressão da deformidade e também da idade e do potencial de crescimento ósseo de um individuo com escoliose.

O mais importante é, em caso de suspeita de escoliose /ou outras deformidades da coluna, procurar um médico especialista e iniciar o tratamento indicado o mais breve possível, evitando maiores complicações. 

Colaboração: Dr. Paulo Cavali – Ortopedista | Doutor TV em Revista!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Proxima Proxima
Anterior Anterior