quinta-feira, 28 de junho de 2018

As temíveis doenças do inverno - gripes e resfriados, saiba a diferença e como evita-las!

author photo
Imagem ilustrativa
A partir do outono e durante o inverno a baixa umidade do ar, a temperatura mais fria, a maior concentração de poluentes  e as mudanças bruscas no clima, são fatores que  favorecem a proliferação de doenças do trato respiratório. Nesta época do ano é muito comum o aparecimento de alergias respiratórias e é neste período que aumentam as chances de aparecer às gripes e os resfriados, além das doenças crônicas como asma, pneumonia, bronquite, rinite e sinusite. Dra. Tanit Sanches Ganz alerta para alguns sintomas:

Os cuidados com a saúde devem ser redobrados nestas estações e qualquer sintoma como: tosse, obstrução nasal, febre, coriza, expectoração e  mal- estar, um médico otorrinolaringologista deve ser procurado e jamais fazer uso da automedicação que pode mascarar os sintomas e prejudicar o diagnostico e o tratamento.

A gripe é protagonista das doenças desta época e a maioria das pessoas não sabe a diferença entre a gripe e o resfriado.

Gripe: é causada pelo vírus influenza e têm sintomas mais fortes, como febre alta, tosse, coriza, dor no corpo, dor de cabeça e fraqueza.

Resfriado: também causado por vírus, é mais brando e geralmente, provoca tosse, coriza, obstrução nasal, dor de garganta e às vezes, febre baixa.

Dra. Tanit  faz algumas recomendações simples que podem ajudar  a evitar o surgimento das indesejáveis   doenças de inverno:


  • Hidratação, beber bastante água;
  • Higienização as mãos com mais frequência; 
  • Alimentação saudável, o consumo de frutas típicas da estação e de verduras e legumes ajuda a manter o metabolismo funcionando corretamente e repõe as vitaminas necessárias para manter a imunidade;
  • Praticar exercícios;
  • Evitar ficar muito tempo em locais fechados e aglomerações;
  • Higienização dos ambientes com frequência (use aspirador de pó e um pano úmido);
  • Mesmo nos dias mais frios, deixar as janelas abertas para uma boa ventilação do ambiente.
Mediante o surgimento de qualquer dos sintomas mencionas, entre outros, consulte o seu médico para diagnóstico e tratamento correto, evitando maiores complicações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Proxima Proxima
Anterior Anterior