domingo, 29 de abril de 2018

Emagrecer X Perder peso – entenda a diferença e os melhores exercícios para conquistar seu objetivo!

author photo
Imagem ilustrativa
A Organização Mundial de Saúde aponta a obesidade como um dos maiores problemas de saúde pública no mundo. A projeção para 2025 é que cerca de 2,3 bilhões de adultos estejam com sobrepeso e mais de 700 milhões estarão obesos. No Brasil, cerca de 50% da população está na faixa de sobrepeso/obesidade.


Estudos epidemiológicos demonstram que a prática de exercícios físicos é fator determinante na prevenção e tratamento dos componentes da síndrome metabólica, como a obesidade, o diabetes, as dislipidemias e a hipertensão. Mais afinal, quais os melhores exercícios fazer para perder peso/emagrecer?


Para responder a esta questão, devemos inicialmente entender, o que é emagrecimento e perda de peso:


O emagrecimento acontece quando por meios de uma alimentação equilibrada e a prática de exercícios físicos reduzimos o percentual de gordura e melhoramos nosso tônus muscular. A perda de peso é a redução de peso corporal total, que pode acontecer devido à perda de fluídos, massa muscular, massa óssea ou gordura. Então para se ter uma vida saudável, não se pode pensar em perda de peso, tem que se pensar no emagrecimento, na diminuição do percentual de gordura corporal e aumentar sua massa muscular ou massa magra.


Há alguns anos, quando se falava em emagrecimento, o exercício que logo era recomendado para aumentar a queima de gordura era o aeróbico, logo as pessoas saíam para as ruas e parques para iniciar sua caminhada, corrida ou andar de bicicleta. Os resultados da atividade aeróbica logo aparecem, pois o corpo sai da sua inércia, do sedentarismo, e inicia uma atividade física, mas em pouco tempo se adapta e a perda já não é mais evidente. Com isso as pessoas perdem a motivação e desistem da atividade.


A explicação para isso é que o nosso organismo trabalha em um sistema de equilíbrio, chamado de homeostase. Quando iniciamos uma atividade física ou exercício físico, nós quebramos esse equilíbrio e nosso corpo, imediatamente começa a ativar os mecanismos responsáveis para

restabelecer o equilíbrio, gerando um maior gasto energético. Porém, durante esse restabelecimento nossa condição física melhora e logo aquela atividade passa a não afetar mais o nosso organismo, ou seja, o corpo se adapta àquela atividade. Além disso, estudos recentes têm mostrado que o exercício aeróbico promove a queima de gordura, porém não impede a perda de massa magra, mostrando-se não tão eficiente para o emagrecimento saudável. Diferente dos exercícios resistidos ou de força, conhecidos como musculação, que têm demonstrado excelentes benefícios para a redução da gordura corporal e aumento da massa muscular, associados com uma boa alimentação. A combinação de exercícios aeróbicos e resistidos na medida certa, aumenta-se o gasto energético, melhora a queima de gordura e o ganho de massa muscular, obtendo ótimos resultados na composição corporal.


Consulte um profissional de educação física para realizar os exercícios de maneira planejada e com segurança, pois somente ele poderá determinar a intensidade ideal, a duração, as cargas de acordo com o perfil e o estado físico de cada pessoa e objetivo específico.

Colaboração: Rodrigo Silva – Personal Trainer | Doutor TV em Revista!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Proxima Proxima
Anterior Anterior