sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Varicocele – a principal causa de infertilidade masculina

author photo
Imagem ilustrativa
A varicocele é definida como a dilatação e tortuosidade das veias do plexo pampiniforme do cordão espermático (que fazem a drenagem do sangue dos testículos). Essa condição é conhecida também como varizes testiculares, analogia às varizes das pernas, observada nas mulheres.



Com essa alteração na drenagem do sangue dos testículos, ocorre aumento da temperatura e dificuldade de eliminação de substâncias tóxicas e radicais livres de oxigênio, gerando aquecimento testicular e prejuízo na formação dos espermatozoides.



A varicocele fica mais evidente na adolescência, e com o decorrer do tempo, vai causando alterações seminais. Atinge cerca de 40% dos homens, correspondendo a 20% dos casos de infertilidade masculina primária e 80% dos casos de infertilidade masculina secundária (homens que já tiveram filhos anteriormente e apresentam infertilidade após certo período).



Geralmente a doença é indolor, mas pode dar sensação de peso no testículo e comprometer a estética escrotal. Ela não causa distúrbios sexuais, ocorre com maior frequência no testículo esquerdo, devido a alteração anatômica no mecanismo de drenagem venosa.



Diagnóstico



O diagnóstico é estritamente clínico, através de exame físico realizado no paciente em pé, com luz e temperatura ambiente adequadas. Em alguns casos de dúvida, o exame ultrassonográfico pode ser necessário para elucidação.



Tratamento



O tratamento é cirúrgico, sendo que a técnica mais adequada é a microcirurgia. O paciente pode ser submetido a um bloqueio anestésico (raquianestesia) ou anestesia geral. São realizados dois cortes pequenos na região púbica e feita a ligadura das veias varicosas com preservação da artéria e vasos linfáticos. O paciente recebe alta no dia da cirurgia e necessita de cinco dias de repouso.



Cuide da sua saúde, consulte o seu médico regularmente!



Colaboração: Dr. Cláudio Guimarães – Urologista / Especialista em reprodução humana | Doutor TV em Revista!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Proxima Proxima
Anterior Anterior