sábado, 17 de fevereiro de 2018

Ar condicionado ou climatizador de ar, qual o melhor para a saúde?

author photo
Imagem ilustrativa
Vamos começar ressuscitando o caso de uma paciente muito querida, Dona Albertina:

Dona Albertina tem 65 anos e não aguentava mais o calor, queria comprar alguma coisa para refrescar sua casa. Ficou na dúvida entre um ar condicionado e climatizador de ar, pois tem uma bronquite que custa a melhorar. Sua neta tem rinite e sinusite, então o medo de uma crise é constante. O vento frio do ar condicionado é melhor ou pior que o do climatizador? A vendedora falou muita coisa, porém Dona Albertina ainda ficou na dúvida, queria a opinião de um especialista, um pneumologista.”

Para sanar a dúvida de Dona Albertina, primeiramente vejamos a diferença dos aparelhos e o comprometimento pulmonar que cada um causa.

O ar condicionado possui um compressor acoplado a um gás resfriante,  que realmente libera um ar gelado, e seco. Esse ar, por ser gelado e seco afeta as vias aéreas, como vemos em pessoas que apresentam sinusite, rinite alérgica e asma após um dia respirando no ar condicionado do carro ou do escritório.

O climatizador de ar é uma espécie de ventilador que tem acoplado um reservatório de água. Resfria o ambiente simplesmente por soprar as gotículas de água junto ao ar ventilado. O climatizador não produz o ar gelado, ventila e umidifica, o que é benéfico em tempos muito secos.

As vias aéreas, compostas pelas estruturas do nariz, garganta, traqueia e brônquios, são responsáveis por aquecer e umidificar o ar inalado. Logo, quão mais frio e seco o ar, maior o impacto nas vias aéreas, que passam a produzir secreção como a coriza, espirros, tosse e chiado no peito. Essa reação das vias aéreas pode acontecer também quando somos expostos a choque térmico, quando saímos de um ambiente com ar condicionado para um ambiente quente. Após dias de exposição a esse ar frio e seco ou episódios de choque térmico, o quadro pode cronificar, atrapalhando quem tem tendência a rinite, sinusite, bronquite e asma.

Portanto percebemos que o climatizador de ar prejudica menos as vias aéreas, pois umidifica o ar a ser respirado. Porém resfria bem menos do que um ar condicionado.
Minha dica como pneumologista e médico do sono é: evite ficar várias horas exposto ao ar seco e gelado do ar condicionado, se puder, prefira o climatizador. Use com moderação e durma bem.

Colaboração: Dr. Franco Martins – Pneumologista e médico do sono | Doutor TV em Revista!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Proxima Proxima
Anterior Anterior